sexta-feira, 28 de agosto de 2015 |

Book Club: A Garota no Trem

Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.
Esse mês no Book Club escolhemos que o tema seria Best-sellers e, para a minha alegria, o livro escolhido foi A garota no trem da Paula Hawkins. Eu já estava morrendo de vontade de ler esse livro desde que cheguei no Canadá e via propaganda dele por todo lado, fora que sou loucamente apaixonada por suspense, principalmente suspense psicológico.
"Você não sabe quem ela é, mas ela conhece você."
O livro é inteiramente em primeira pessoa, alternando entre o ponto de vista das três personagens femininas Rachel (a protagonista), Anna e Megan. Ele não é dividido em capítulos, mas em dias e, dentro dos dias ainda é dividido entre manhã, tarde, noite e até madrugada. Eu, particularmente achei isso bom e ruim, ruim porque não presto muita atenção nas datas, o que me faz ter que voltar várias e várias vezes para ver qual dia era. Fora que, algumas vezes, ela pulava vários dias sem ter finalizado o anterior e me deixava com a sensação de que eu tinha perdido algo. E achei bom porque deixou a leitura mais leve, já que não tem aqueles capítulos enormes, com milhares de páginas, que parece que nunca acabam.
Eu achei que os personagens foram muito bem construídos, são bem intrigantes e você nunca consegue saber o que eles realmente estão pensando. Eu, inclusive, me identifiquei muito com algumas características presentes em alguns dos personagens e acredito que esse foi, justamente, o propósito da autora mostrar pessoas reais, histórias reais, onde você pode se identificar, identificar o seu vizinho, seu amigo, seu conhecido ou até alguma história, de pessoas reais, que passa na TV.
"Só sei que, num minuto estou funcionando feito um relógio e a vida é bela e nada me falta, mas, no outro, não vejo a hora de fugir; não consigo parar quieta, pareço uma barata tonta."
A trama é muito boa, te envolve do começo ao fim. Desde a primeira página onde Rachel está dentro do trem e passa pela casa de número 15, onde moram Jess e Jason, até o desfecho final. Outra coisa muito boa é que o acontecimento principal do livro se dá logo no começo, depois de apresentados os personagens, o que deixa a leitura muito mais agradável, ágil e dinâmica, fora que te deixa com a curiosidade à mil e com vontade de acabar de ler o livro de uma vez. Eu li o livro inteiro eu menos de 2 dias.
O único problema de suspenses psicológicos, é que você sempre tem o medo de que a "grande revelação" vá ser uma bela de uma porcaria. Mas Paula Hawkins conseguiu que o final surpreendesse à todos sem ficar non sense. Eu acho que algo nesse final poderia ter sido melhor trabalhado, mas não é nada que deixe o final ruim. Também acredito que faltou um desfecho para alguns personagens, mas também não é algo que atrapalhe, só seria ainda mais legal.
"De vazio, eu entendo. Começo a achar que não há nada a se fazer para preenchê-lo. Foi o que percebi com as sessões de terapia: os buracos na sua vida são permanentes. É preciso crescer ao redor deles, como raízes de árvore ao redor do concreto; você se molda a partir das lacunas."
A Garota no Trem fez tanto sucesso que uma adaptação dele está previsto para ir às telonas no ano que vem e quem está por trás disso é a Dreamworks. O filme irá contar com Erin Cressida Wilson como roteirista e Tate Taylor como diretor. Também contará com Emily Blunt e Rebecca Ferguson, já confirmadas nos papéis de Rachel e Anna, respectivamente.
Fiquei feliz com a notícia do filme mas estou extremamente receosa com essa adaptação e o que me deixou assim é que Paula Hawkins está completamente fora da produção do filme e que a roteirista já deu uma bela de uma bola fora. O filme se passará em Nova York e não em Londres, como no livro. Entendo o ponto de vista dela de que a história é tão real que poderia acontecer em qualquer lugar, mas adaptação é adaptação e, pra mim, tem que ser o máximo fiel possível ao livro. Mas agora e esperar para ver como será, espero que me surpreenda!
Título original: The Girl on the Train | Autora: Paula Hawkins | Editora: Record | Páginas: 378 | ISBN:9788501104656
E ai, ficaram com vontade de ler o livro ou ver o filme? Então não esquece de conferir o que as outras meninas, que participam do projeto, acharam do livro. E me conta nos comentários o que achou!


20 comentários:

  1. "O único problema de suspenses psicológicos, é que você sempre tem o medo de que a "grande revelação" vá ser uma bela de uma porcaria." meu Deus, sim! É bem desse jeito mesmo! Mas, assim como você, achei que a autora sobre fazer a revelação direitinho, com uma cena bem bizarra, inclusive, que eu achei bem típica de um bom Thriller psicológico. Também senti falta de notícias sobre os demais personagens no final do livro, mas nada que comprometa a trama. Adorei a oportunidade de poder ter lido A Garota no Trem :)
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adorei ter lido e ter tido a chance de discutir ele com vocês :)
      Beijo

      Excluir
  2. Oi xará !Eu também amo suspenses psicológicos, e confesso que fico com medo do final não me surpreender . Amei a resenha e já vou anotar a indicação!
    Beijos
    http://sushibaiano.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também tenho esse medo com qualquer suspense. Mas ainda bem que esse atendeu as expectativas hahahah
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Amanda! Eu também devorei o livro rapidamente e achei que a trama foi muito bem construída! O formato do livro contribuiu bastante para o dinamismo da leitura, mas confesso que às vezes tinha que voltar um pouco para entender a qual ano determinada parte se referia hehehe. Enfim, adorei a resenha! Obrigada por vocês me deixarem fazer parte do projeto XD

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei que você se juntou a nós no projeto e que pode estrear com um livro como esse hahah
      Beijos

      Excluir
  4. Amei sua resenha, Amanda!
    Concordo que os desfechos poderiam ser muuuito melhor trabalhados, mas não acho que isso fez com que o livro fosse pior ou melhor, sabe?
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, também acho que isso não deixou o livro pior. Mas acho que seria melhor se fosse mais trabalhado.
      Beijos

      Excluir
  5. Fiquei com muita vontade de ler. Acho que teria o mesmo problema que você teve em relação as datas. Nunca presto atenção nelas e acabo tendo que voltar atrás. Adoro esse gênero e adoro principalmente quando o livro nos deixa intrigados e loucos para terminar. Mas sempre que termino fico me xingando. HAHAH. Bom saber que é bem dividido, acabo perdendo a paciência com capítulos muito grandes...

    Beijos

    Mergulhares | Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo esse tema, é o meu favorito. Também não gosto de capitulos muito grandes, parece que não acaba nunca.
      Beijos

      Excluir
  6. Estou lendo tantos elogios sobre este livro!! Virei fã de histórias com o tema suspense psicológico, por isso, anotei a dica para ler futuramente *_*

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também vi muitos elogios antes de ler e realmente honrou eles. Vale muito a pena a leitura.

      Excluir
  7. Vou ser sincera: eu nunca ia imaginar que esse livro era um suspense, eu estava com medo de que ele fosse romance, sabe? Sou muito desconfiada.
    Essa sua resenha me deixou mega curiosa pela história, do tipo que eu estou precisando ler por sua culpa hahaha. Espero conseguir comprar ele logo!

    Zona de Conspiração | Fanpage | Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi logo de cara que era suspense porque foi comparado com "Garota Exemplar".
      Hahahahah que bom que te deixei com vontade de ler. Leia e me conte o que você achou! :D

      Excluir
  8. Sabe que eu não me lembro de ter lido algum suspense psicologico? Eu sou meio paranoica, acho que seria assustador de certa forma D:
    Mas tenho curiosidade para ler, me dá de presente? hsuahsuhaus

    www.prettythings.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hieauhiuea olha, se eu pudesse dava exemplar pra todo mundo poder ler, porque vale a pena.

      Excluir
  9. Amanda, vou por ele na minha lista! Adorei a resenha e faz meu estilo!
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/achadosdamila

    ResponderExcluir
  10. Adoro suspenses e estou de olho nesse livro há algum tempo haha
    Sua resenha me deixou mais curiosa ainda!

    beijos
    Carla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahhaha que bom que te deixei curiosa. Espero que goste tanto quanto eu.

      Beijos

      Excluir