quarta-feira, 24 de dezembro de 2014 |

Amigo oculto - Book Club

Chegou o fim de ano, natal, ano novo e com ele, sempre vem o tradicional amigo oculto e, no Book Club, não podia se diferente.
Decidimos que o presente teria um valor na faixa de 30 reais. O legal da brincadeira é que cada uma das meninas mora em um estado diferente, então usamos um site para sortear (nele também da pra criar uma lista com os presentes que você gostaria de ganhar) e mandamos o presente pelo correio.




Quem me tirou foi a linda da Verônica e ela me deu um livro que eu estava querendo a muuuuuuito tempo: A Menina Que Roubava Livros, do Markus Zusak, e adivinhem só, é a versão com desenhos *-*


E junto veio uma cartinha super fofa e uns marcadores de livro super gracinhas que ela fez.


Estou louca para começar a ler o livro e, assim que lê-lo, resenho para vocês.
Agora se você quer saber quem eu tirei, vai ter que conferir o blog das meninas para descobrir. hahah! (Cecilia, Tamires, Verônica, Wanila)
Beijos e um ótimo natal a todos. <3
terça-feira, 23 de dezembro de 2014 |

23 coisas que marcaram a minha vida

"Hoje vai ser uma festa, bolo e guaraná, muito doce pra você.
É o seu aniversário, vamos festejar e os amigos receber.
Parabéns, Parabéns. Hoje é o seu dia, que dia mais feliz!"



Êêêêê, hoje (dia 23) é o meu aniversário e estou completando 23 anos, então resolvi fazer um post contando para vocês 23 coisas que marcaram a minha vida
(quanto numero 23), assim vocês podem conhecer um pouquinho de mim. Lembrando que os itens não estão em ordem cronológica.

1- Por 6 anos eu pratiquei caratê.Sim, dos 8 aos 14 anos eu fiz caratê. Participei de inúmeros campeonatos e cheguei até a faixa azul (a quarta faixa). E só parei, porque comecei a jogar futebol.

A cerimônia de troca de faixa

2- Joguei futebol por 3 anos e meio.Posso dizer que foi a melhor época. Só estudava e treinava, e fazia aqui que amava fazer. Eu fui muito feliz nesse tempo e aprendi muitas coisas.


3- A primeira viagem para fora do país.Em 2011 eu viajei a primeira vez para fora do Brasil, fui para Orlando - Flórida nos EUA. Foi fantástico, maravilhoso. (menos a parte do avião)

4- O primeiro namorado.Acreditem ou não, mas o Matheus foi o meu primeiro namorado. Claro que já tive alguns "romances" antes, mas namorado mesmo, ele foi o primeiro. E a nossa história é até engraçada.. você pode conferir ela aqui.


5- O primeiro cachorro.Só esse ano que eu tive a felicidade de poder ter um cachorrinho e nós adotamos a Narizinho. Você também pode conferir a história da adoção aqui.


6- Família.
Eu não tenho uma família numerosa (não que seja de SP, pelo menos), mas eu tenho uma família maravilhosa.. saudades de todos os momentos que tivemos juntos.

7- O dia em que a minha irmã nasceu.20 de junho de 1995 e eu lembro como se fosse ontem. Eu em casa com alguém que cuidava de mim (não lembro quem era), no antigo apartamento que morava e meu pai chegando em casa, dizendo que ia me levar pro hospital, para ver a minha irmã e a minha mãe. Lembro também da hora que entrei no quarto e as vi. Não lembro bem o que senti na hora, mas foi emocionante.
Imagem (3)

8- As aventuras que vivi onde passei a infância.No prédio onde meu pai
aindamora, eu conheci muita gente quando era criança e a gente sempre aprontou muito. E em toda confusão quem estava no meio? O anjinho aqui. Jogavamos bola quando era proibido, faziamos barulho só para perturbar, acendiamos as luzes do corredor o tempo todo, corriamos nos corredores.. Todo fim de semana meus pais recebiam uma reclamação diferente. Mas posso dizer que aproveitei muito a minha infância e lembro de tudo com muito carinho.

9- A separação dos meus pais.Como nem tudo na vida são flores, eu também passei por muitos momentos ruins e, um deles, foi a separação dos meus pais. Eu sofri bastante nas duas vezes que eles se separaram mas, depois de um tempo eu percebi que era melhor assim do que ver eles brigando e etc. E ambos sempre fizeram questão de estar presente na minha vida e da minha irmã e sempre moraram perto um do outro, então quase não dava pra sentir falta.
10- As apresentações na escola.Todo ano, a escola que estudei até a quarta serie, fazia apresentações de festa junina, fim de ano, entre outros e eu achava absurdamente divertido, fazia questão de participar de todos. E em todos os meus pais iam, tiravam fotos, filmavam.. Até hoje eu ainda tenho as filmagens das apresentações e lembro de muitas delas.. haha!
Uma festa junina a anos atrás

11- Hori [+]Por um ano (2010) eu fui muito fã da banda Hori (aquela que o filho do Fabio Jr era vocalista). Bom, eu fiz parte do fã clube, ia na maioria dos shows, quando iam participar de algum evento em rádio, eu tava lá. Foi uma época muito divertida, eu conheci muita gente bacana, participei de muita briga, fui em muitos shows. Uma pena que a banda acabou.. Saudades.


12- Amizades.As amizades que fiz ao longo desses 23 anos também me marcaram muito. Muitas dessas amizades foram "enfraquecendo" ao longo do tempo, com muitos eu nem falo mais, outros nem sei se ainda estão vivos e alguns eu ainda tenho contato frequente. Mas independente do que tenha acontecido, com todas essas amizades vieram aprendizados diferentes e por isso lembro da maioria com muito carinho.

13- A perda de uma amizade.Eu tive uma amiga por muitos anos, mas nós tínhamos ideias diferentes, visões diferentes da vida e eu não concordava com algumas coisas que ela fazia então, depois de algumas brigas eu resolvi que era hora de parar de me desgastar por uma pessoa que só ligava para si mesmo e era hora de pensar em mim e focar nas pessoas que realmente se importam comigo o tanto que eu me importo com elas.
Mas mesmo "perdendo" essa amizade, agradeço por tudo o que aprendi com ela e desejo o melhor para essa pessoa, que ela realmente encontre o seu caminho.

14- Domingos na casa da avó.A cada 15 dias eu ia para a casa da minha avó passar o domingo. E isso me marcou muito porque sempre tinha macarrão para o almoço, depois vinha a sobremesa e aí sentávamos na mesa para jogar baralho "apostando" bala. Eu me divertia muito. Lembro dos domingos ensolarados, da gente voltando para casa pela Ayrton Senna vendo o por do sol de um dia de verão.. eita nostalgia..
Meus avós.. êta saudade..

15- Harry Potter.Eu lembro do dia em que meu pai chegou em casa, depois do trabalho, com o VHS de Harry Potter (aquele que vinha com um galeão). Obrigada pai, por me tornar em uma viciada em Harry Potter haha! Isso me marcou porque eu tinha exatamente 11 anos na época, a idade com que se recebe a carta de Hogwarts (sim, eu esperei a minha.. ç-ç) e essa, se tornou a primeira saga que eu acompanhei vendo os filmes no cinema, comprando DVDs, goodies (não sei uma tradução para o termo) e lendo os livros.


16- Ano Novo.Desde que começamos a passar o ano novo na casa do meu pai, minhas amigas e eu nos juntávamos na noite do dia 31 de dezembro para fazer as promessas de ano novo, promessas impossíveis, que nunca cumpríamos. E depois aproveitávamos que nesse dia ninguém reclamava do barulho, para brincar o máximo possível.

17- Supernatural.Bom, não tem nem o que falar, quem me conhece sabe o quanto eu sou apaixonada por essa série. Acompanho desde o lançamento da quarta temporada (atualmente está na décima), não sou tão viciada nela porque me falta tempo para acompanhar mais, mas estou sempre assistindo e me mantendo atualizada sobre o que acontece na série. E ela foi a primeira série que eu comecei a acompanhar fielmente, por isso é tão especial.
Ah, e pretendo fazer um tatuagem para "homenagear" essa parte da minha vida.


18- A primeira vez que radicalizei no cabelo.Eu sempre tive muita vontade de mudar o visual mas sempre me faltou coragem. Mas esse ano eu resolvi mudar afinal, cabelo cresce de novo. Então pintei o meu cabelo de turquesa na parte da nuca e estou amando. <3


19- Ir na banca de jornal com meu pai.Desde que eu me entendo por gente, todo domingo meu pai ia na banca comprar o jornal e me levava junto. Quando comecei a aprender a ler, meu pai comprava o gibi da Turma da Mônica para mim (assim que fiquei com uma coleção gigante de gibis). E depois de pouco mais velha, troquei o gibi pelo mangá e assim, agora tenho uma coleção grande de mangás também.. haha! Mas isso é legal porque sempre me estimulou a ler muito então essa é uma tradição que quero levar para meus futuros filhos.

20- A minha formatura.Em agosto desse ano eu
finalmenteme formei na faculdade de Farmácia e Bioquimica. Foi muito importante porque, só por ser uma graduação, já tem um peso gigante, mas também porque foi difícil, muito difícil. Quem me acompanhou na mesma "saga" sabe o quanto sofri, o quanto chorei, quantos sapos engoli e quantas noites deixei de dormir. Mas valeu muito a pena.


21- O dia em que conheci Camilla Cabral e Flávia Calina.Nesse ultimo sábado (dia 20) teve o encontrinho da Flávia Calina e eu consegui o ingresso para ir. Para uns foi um encontrinho normal com uma blogueira que acompanha, mas para outras (eu inclusa) foi um dia como nenhum outro. Só quem acompanha a família Calina entende esse sentimento, é algo que não dá para explicar. Ela cativa a gente, acalma e parece que sempre tem algo para dizer, que você precisa ouvir. Com ela eu aprendi a ser persistente, sempre ter fé e a sempre olhar o lado bom da situação. Por muitas vezes tudo o que eu queria era deitar na minha cama e só ficar com o meu travesseiro, mas só de assistir um vídeo dela o meu ânimo mudava completamente. Até porque, tem como ficar triste vendo aquela coisa gostosa da Baby V rindo pra câmera? Não dá! E eu digo o mesmo da Camilla Cabral. Por muitas vezes eu saí de uma "bad" só em ver um vídeo dela e rir das palhaçadas. Posso dizer com toda certeza que elas são a minha inspiração.


22- O lugar onde eu moro.Não sei se é porque eu moro nesse lugar a minha vida toda, mas eu amo o meu bairro. A pesar do grande movimento, dos prédios por todo lado, poluição.. eu amo a vista que tenho da minha janela, amo esse lugar e não trocaria por bairro nenhum de São Paulo. Só de olhar pela janela já vem o sentimento de nostalgia <3

23- O meu blog.Esse blog tem só 5 meses de existencia mas ele me marcou porque eu sou uma pessoa que para os projetos pela metade. Então, ter um projeto só meu, por 5 meses
e contandofirme e forte, sem pensar em desistir, sem deixar de lado e escrevendo tudo o que eu quero sem medo de julgamentos, já é uma grande conquista para mim. Sem contar que ele já me trouxe muitas coisas boas, muitas amizades, o meu primeiro encontrinho (que você pode conferir aqui como foi) e uma pessoa que quero levar comigo pelo resto da vida.




Bom, essas foram as minhas 23 coisas. O post ficou gigantesco mas espero que tenham gostado e se divertido. Fiquem com uma foto extra de quando eu era pequena, porque eu era estilosa demais.


Beijos!
quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 |

Book Club - Quem é você, Alasca?

E láá vou eu, me aventurando em mais um projeto. Mas dessa vez não é um projeto fotográfico, mas sim, literário.
Idealizado pela Veronica do blog The More That You Learn, outras 4 blogueiras e eu nos juntamos para fazer esse projeto, chamado Book Club, em que a ideia principal é que compartilhar 5 visões diferentes sobre um mesmo livro. E já que esse é o mês de estreia do projeto, o tema dele é "Livro de estreia" (que seria o primeiro livro lançado por algum autor) e, dentro desse tema, decidimos por escolher o livro Quem é você, Alasca? do John Green.


Sinopse: "Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”

Eu vou confessar que nunca tinha lido nenhum livro do John Green e, só depois da explosão de "A Culpa é das Estrelas" que fui conhecer. Quando foi decidido que o livro desse mês seria do John Green eu fiquei meio receosa, mesmo sabendo que "Quem é você, Alasca?" era o melhor livro dele, porque eu tinha ido atrás de conhecer o primeiro e não gostei. Mas a história realmente me surpreendeu e eu li o livro em dois dias, mesmo tendo lido em pdf, no computador (por isso a foto do google).
Bom, Quem é você, Alasca? conta a história de Miles, um garoto anti-social e colecionador de últimas palavras, que resolve ir para o mesmo colégio interno que seu pai, em busca do "Grande Talvez". Em Culver Creek, conhecida por seus grandes trotes, conhece Chip (Coronel), Alasca e outros. Chip é um típico garoto adolescente, já Alasca é uma verdadeira incógnita, com uma personalidade instável e um passado que é um verdadeiro mistério.


O livro foi escrito em contagem regressiva e isso já se percebe logo olhando para o índice, em que os nomes dos capítulos são quantos dias faltam para o dia 0. Assim que olhei para ele a primeira vez me veio logo à cabeça "O que acontece no dia 0?" e durante toda a contagem regressiva eu especulava o que aconteceria no tal dia e, quando cheguei, fiquei boquiaberta. Mas a partir daí a história melhora ainda mais pois, na minha concepção, fica mais profundo (na medida do possível para um livro adolescente) e, a cada página, você começa a refletir sobre o que está escrito ali (eu refleti muito sobre a minha vida, à medida em que passavam as páginas). Já a parte do 'antes' é mais focada na história dos personagens, no início da amizade deles, suas vida em Culver Creek.
Ele é totalmente em primeira pessoa, narrado por Miles e tem uma leitura fácil, gostosa, você nem percebe as páginas passando. É daquele tipo de livro que você pensa "vou ler só mais uma pagina e paro", e quando vê, já se passaram dez.Esse não é um livro excepcional, mas toca fundo no coração.



O meu quote favorito do livro foi: "Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em como será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente."

Quem é você, Alasca? provavelmente não vai ser o "livro da vida", mas com certeza vale a leitura.

Essa foi a minha primeira resenha literária, eu espero que vocês gostem e se animem para ser esse livro. E você também pode conferir o que as outras meninas acharam do livro: Cecilia | Tamires | Veronica | Wanila

Beijos!



As imagens foram retiradas do google, se algumas 
delas for de sua autoria entre em contato para 
que eu dê os devidos créditos.
domingo, 14 de dezembro de 2014 |

TAG - Meu Natal


Ooi gente!

Já estamos em dezembro, com o clima natalino pairando no ar, e a Veronica do blog The More That You Learn me indicou para responder essa TAG. Então vamos a ela!


1. O que você costuma fazer na véspera de Natal e no dia 25?
Na véspera, geralmente, eu me desespero comprando o que ainda precisa comprar, arrumando o que precisa arruma e cozinhando o que precise. No dia 25 só descanso da correria pré-Natal e me preparo pra correria pré-Ano Novo hahahhaha


2. Qual é o seu filme natalino favorito?
Cara, eu detesto filmes de natal. Só tem um que eu sou apaixonada que é "Rudolph - a rena do nariz vermelho", de resto, corro de todos.. haha!

3. E a sua música natalina preferida?

Eu gosto de todas aquelas que a gente aprendia na escolinha, quando tinha uns 7 anos, sabe? Então, essas..

4. Você tem uma comida de Natal favorita?

CHOCOTONEEEEEEEEEEE!

5. O que você mais gostaria de ganhar nesse Natal?
Ah, tudo o que eu gostaria, eu já tenho.. Na verdade, se o papai noel iluminasse a minha vida e me trouxesse um emprego (?), não seria nada mal.

6. Você gosta mais de dar ou receber presentes?
Eu amo dar presente. Gosto muito mais de dar do que de receber.

7. Você já passou o Natal na neve?
Nunca :( Mas um dia passarei!

8. Onde você gostaria de passar o Natal?
HOGWARTS! mentira Em qualquer lugar em que eu possa estar com a minha família. É meio cliche, mas é sério, nenhum lugar no mundo seria melhor do que estar com meus pais, minha irmã, meu namorado..

9. Sua família costuma decorar a casa? Quem fica encarregado das decorações?
Eu fazia muito isso quando era criança. Nós decorávamos a casa todos juntos. Mas de alguns anos para cá paramos de decorar. Quem sabe esse ano não nos animamos de novo?

10. É época de Natal. O que você está lendo?
Nada. hahahahah Mas pretendo ler Assassin's Creed Revelações.

11. Qual é o seu cheiro preferido no Natal?
Ah, nenhum...

12. Você foi um bom menino/ uma boa menina esse ano?
Creio eu que sim hahahaha

13. O que sempre tem pra comer no Natal?
Macarrão com queijo que minha mãe faz. *-*

14. Como você costuma se vestir na ocasião?
Com alguma roupa bonitinha que eu tenha.. nada demais.

15. Você começa suas compras de Natal na Black Friday ou deixa tudo pra última hora?
Ultima hora.. hahaha

16. Você sabe embrulhar presentes? Você faz com gosto ou não?
Seei. Sou apaixonada por embrulhar presentes. É um gosto bem besta, mas eu me divirto fazendo isso.

17. Você sabe o nome de todas as renas do Papai Noel?
Só sei o do Rudolph <3

18. Você tenta espiar seus presentes antes ou prefere a surpresa?
Gosto da surpresa.

19. Você abre seus presentes na véspera ou na manhã de Natal?
Hoje em dia, na véspera. Mas quando era criança só abria na manha de natal (mais precisamente, às 6 horas da manhã hahah)

20. Quando você descobriu a verdade sobre o Papai Noel?
Eu não lembro..

21. Qual o melhor presente de Natal que você já ganhou?
Ah, cada presente é o melhor presente quando você ganha. Quando eu ganhei o meu patins, ele foi o melhor presente do mundo e quando eu ganhei um video game, ele foi o melhor presente do mundo.

22. Você faz resoluções de ano novo? Você as cumpre?
Nem fiz, nunca cumpro mesmo.. hahah

23. Conte uma história de Natal memorável.
Eu não tenho nenhuma história magnífica, mas eu adorava quando eu ia pra casa da minha avó no dia 25 e mostrava pra ela os presentes que eu tinha ganho.

24. O que torna essa época do ano especial para você?
Ah, acho que os sentimentos que envolvem o natal. As pessoas ficam mais amorosas, mais prestativas, mais caridosas. Devia ser assim o ano todo.

25. Sua coisa preferida no Natal?
A decoração. hahahha


 Essa foi a TAG gente, espero que vocês tenham gostado e eu indico para essa TAG as lindas Manu, Amanda (chará), Carol e Simone. <3
E eu queria desejar um ótimo natal a todos. Que seja um dia repleto de sentimentos maravilhosos, presentes, comilança e tudo que esse dia merece.

Beijos.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014 |

A indústria do Photoshop

Essa semana vazaram as fotos do ensaio nu da Kim Kardashian para a revista Paper. E com elas, vieram também as fotos reais (aquelas sem tratamento, sabe?).

As capas da revista


A foto original ao lado da foto tratada em photoshop

Sinceramente? Eu prefiro muito mais a original!
Cintura extremamente fina, glúteos grandes, nada de "imperfeições" (celulites, estrias, etc), seios grandes e empinados, magreza excessiva, pele bronzeada, cabelos impecáveis. E, por mais que essa foto esteja exagerada, é isso o que essa indústria propõe. É esse o "ideal de beleza" que a grande maioria das mulheres, e até alguns homens, tanto correm atrás.
E isso me fez pensar no quanto essa "indústria do photoshop" é prejudicial para a população, principalmente a feminina, e ainda mais nos dias de hoje, onde, cada vez mais, as mulheres fazem de tudo para chegar nessa beleza "padrão de revista". Beleza essa, que NÃO EXISTE! Hoje, o Brasil é o país líder mundial em cirurgias plásticas, com lipoaspiração, aumento das mamas, aumento dos glúteos, abdominoplastia (retirada do excesso de pele na região abdominal), cirurgia no nariz e orelhas sendo as mais realizadas. E as mulheres são responsáveis por 88% dessas cirurgias, tudo isso em busca desse ideal de beleza.
Todos os dias vemos casos de mulheres, e principalmente meninas, correndo atrás de dietas malucas para emagrecer o mais rápido possível, levando até mesmo à anorexia ou bulimia.
Sendo que, como eu disse, essa beleza padrão de revista não existe, é tudo tratamento de imagem, feito pelo photoshop. Todas as fotos para revistas passam por tratamento, todas. Não existe uma pessoa perfeita (não que isso seja perfeição, que fique claro) e as pessoas precisam entender isso e parar de perseguir tão arduamente algo que nunca será alcançado, porque isso é algo absurdamente prejudicial. Elas precisam entender que toda cirurgia plástica é uma cirurgia, tem riscos. Muitas pessoas morrem todos os anos por entregarem suas vidas nas mão de verdadeiros açougueiros (me recuso a chamar de médico) em busca do "corpo perfeito".


Mas Amanda, então você é contra o uso do Photoshop? Não. O photoshop é uma ferramenta incrível, se usada com moderação. Retirar uma espinha ou outra, retirar aquele os "olhos vermelhos" que as vezes ficam por conta da câmera, escurecer ou clarear uma foto. Mas, com certeza, sou contra esse tratamento absurdo feito nas edições de revistas, idealizando algo que não existe.

E contra a realização de cirurgias plásticas? Muito menos, até porque seria muita hipocrisia da minha parte, que realizei uma. Mas que elas não sejam feitas a torto e a direito, sem a menor consciência dos riscos e consequências que elas trazem. E que sejam feitas pelas mãos de verdadeiros profissionais, com toda uma equipe especializada e realizada em hospital (sim, sou contra cirurgias plásticas realizadas em consultório e por um simples motivo: Melhor prevenir do que remediar).

Mas e sobre fazer dietas? Desde que sejam feitas, mais uma vez, COM CONSCIÊNCIA. Nem sempre uma dieta é feita buscando o emagrecimento, mas sim uma alimentação mais saudável e a perda de peso é uma consequência disso e, na minha opinião, essa é a forma mais saudável de buscar o seu peso ideal, mas sempre consultando um profissional para te orientar.

Só para que fique claro, eu não sou contra uma pessoa ser/querer ser bonita, desde que ela faça isso para si mesmo, para se sentir bem e não para ser algo que ela não é, buscando ser uma "capa de revista", colocando sua vida em risco. Mas sou sim contra essa idealização de mulher perfeita e acho que isso deveria acabar.

E foi pensando nisso que, em 2011, a Global Democracy o projeto “Body Evolution – Model Before and After Photoshop” (Ao pé da letra: Evolução do corpo: Modelo antes e depois do Photoshop). Essa proposta foi criada para que, toda vez que uma modelo tenha o seu corpo manipulado em um computador, o anúncio/revista/qualquer coisa seja obrigado a ter um aviso que indique isso.



O vídeo mostra a mulher real que foi fotografada e como ela ficou depois de toda a edição com o Photoshop.

E você, o que acha sobre essa indústria do photoshop?
terça-feira, 18 de novembro de 2014 |

Aja como uma garota!

Independente de você ser homem ou ser mulher, quantas vezes você já não ouviu algo como "você corre como uma garota" ou "você chuta como uma garota" sempre dito em tom ofensivo, dito justamente para zoar ou ofender uma pessoa. Pensando nisso, a Always (P&G) fez um vídeo pedindo para mulheres, homens, meninas e meninos de diversas idades reproduzirem o que elas pensavam quando alguém dizia "você faz tal coisa como uma garota".
O mais legal da campanha é que as mulheres, os homens e os garotos sempre faziam a tarefa que lhes era dada interpretando de uma forma "fresca", "sem vontade". Já as meninas, quando alguém as mandava fazer algo como uma garota, elas davam tudo de si.

E, depois desse vídeo, eu parei para pensar... Quando que essa nossa concepção sobre "fazer as coisas como uma garota" muda? Porque fazer algo "como uma garota" é ofensa?
Só porque uma pessoa joga mal futebol, ela joga como uma garota? Só porque uma pessoa não luta bem, ela luta como uma garota? Só porque uma pessoa corre toda desengonçada, ela corre como uma garota?
Bom, a Marta joga futebol como uma garota, a Ronda luta MMA como uma garota, eu corro como uma garota e você quer saber porque? Porque nós SOMOS garotas! Então mulher, se alguém te diz que você faz algo como uma garota, sinta-se orgulhosa, pois você está fazendo isso certo!
quarta-feira, 29 de outubro de 2014 |

Espaço Geek - Stalker

Ooi gente!

Hoje resolvi voltar com o espaço geek, que estava meio abandonado aqui. E para voltar com grande estilo, vou contar para vocês sobre uma nova série que estou acompanhando, Stalker.

Ficha Técnica
Título: Stalker
Criado por: Kevin Williamson
Gênero: Drama, Suspense, Policial
Ano de lançamento: 2014 (tanto no Brasil quanto nos EUA)

Sinopse: Stalker é um thriller psicológico. A história acompanha a vida de detetives que trabalham na Threat Management Unit da polícia de Los Angeles. Sua missão é solucionar casos relacionados a stalkers. Entre os detetives que atuam nesta Unidade estão Jack Larsen (Dylan McDermott, de Hostages, American Horror Story), um homem recém transferido de Nova Iorque que está tentando deixar para traz seu passado; Janice (Mariana Klaveno, de Devious Maids), uma mulher que costuma ser subestimada por seus colegas em função de sua aparência; Beth Davis (Maggie Q, de Nikita), uma mulher obsessiva e workaholic; e Ben (Victor Rasuk), um detetive ambicioso e leal mas em quem as pessoas não podem confiar cegamente.


Se estiver sem a legenda, é só clicar no botãozinho para habilitar.

Minha opinião: Stalker segue bem a linha de outras séries policiais como Law and Order SVU, C.S.I., entre outros. Em que cada episódio tem uma história diferente, um caso diferente para ser resolvido, mas todos os personagens principais tem suas histórias em paralelo e que vão sendo reveladas ao longo dos episódios.
Apesar da série ter só 4 episódios até agora,ao meu ver, as histórias foram muito bem escritas, a gente nunca saber quem é o perseguidor e porque, só descobre na hora em que é revelado. Ela explora muito do drama e do suspense mas tem um quê de comédia nas horas certas para aliviar a tensão.
Não dá pra contar muito dela se dar spoiler (e eu não vou dar spoiler porque sou uma pessoa muito legal.. haha!), mas Jack era da divisão de homicidios de NY e foi para Los Angeles em busca do seu passado, mas ele não é nada gentil com Jack e tem os seus motivos. Beth é a "chefe" da Unidade de Gerenciamento de Ameaças da Polícia de LA e esconde os seus segredos também. Provavelmente Janice e Ben também escondem seus segredos (ainda não apareceu nada sobre isso) mas eles protagonizam boa parte das cenas engraçadas e, claramente, são muito importantes para a série. Queria poder contar mais coisas, mas correria o risco de estragar o suspense e soltar um spoiler, então quer saber mais? Corre lá e assiste, garanto que vai gostar!

Os episódios são lançados toda quarta-feira nos EUA, pela CBS. E estreia aqui no Brasil dia 13/11, pela Universal Channel (130 da NET, dos outros não sei).
E ai, vai perder?

segunda-feira, 20 de outubro de 2014 |

Abraçando patinhas - Não compre, ADOTE!

Desde que eu e minha irmã éramos crianças, queríamos ter um cachorro. Quase todos os nossos amigos tinham um amiguinho peludo, menos nós, mas sempre que pedíamos a nossos pais a resposta era a mesma, um belo "não", por vários motivos, "não tem espaço no apartamento", "quem vai cuidar?", "quem vai limpar a sujeira?", "quem vai levar pra passear?" e mesmo nos comprometendo a fazer tudo isso, a resposta continuava a mesma.

Até que esse ano, depois de tantos anos insistindo, a minha mãe resolveu que teríamos um cachorro, mas que tinha que ser pequeno pois moramos em apartamento. Então começou a busca, fomos em diversos abrigos, ONGs e até no CCZ (centro de controle de zoonoses), mas só tinham cachorros grandes ou cachorros que ainda não podiam ser adotados por estarem fazendo algum tipo de tratamento. Quando já tínhamos perdido as esperanças de achar um cachorro para adotar, e nos conformado de ter que esperar mais um tempo até que aparecesse um, descobri que naquele dia teria uma feira de adoção perto de casa, então fomos.
Chegando lá, só vimos cachorros de porte médio/grande, então a minha mãe resolveu perguntar para a organizadora se ainda tinha algum cachorro de porte pequeno e a moça gritou para outra pessoa "Ei fulana, traz a Narizinho!". E então veio uma moça, carregando um cachorrinho salsicha, de pelo marrom e com focinho torto que atendia pelo nome de Narizinho. Posso dizer que foi amor à primeira vista haha! Na hora resolvemos adotar, preenchemos toda a papelada, ela passou em consulta com a veterinária e ganhou um RGA (registro que todo cachorro precisa ter, é tipo um RG).

Narizinho com roupinha de inverno, ela detesta.. Haha!

 No começo foi bem difícil, ela latia para tudo, fazia xixi fora do lugar, ninguém podia sair de casa e nem chegar que ela não parava de latir, tinha ansiedade e suspeita de epilepsia. Esse começo foi tão complicado, que a minha mãe pensou em devolvê-la. Mas meu namorado me disse que tinha uma adestradora comportamental que não cobrava nada de quem tivesse adotado um cachorro, então resolvemos dar uma chance, e realmente funcionou. Ela ficou muito melhor, parou de latir e agora faz xixi no lugar certo. E nos descobrimos que, graças a Deus, ela não tem epilepsia e o focinho torto é porque os dentinhos são tortos.

A Narizinho tem 2 aninhos, está com a gente a quase 7 meses e eu posso afirmar que essa foi uma das melhores coisas que já me aconteceu na vida. Eu já não me vejo mais sem essa criaturinha que a cada dia inventa uma traquinagem nova ou aprende algo para nos surpreender. não posso mais viver sem ela que, toda vez que eu chego em casa, faz a maior festa para me receber e que, toda vez que vai passear, encanta a todos com o que foi o motivo do seu apelido, o seu narizinho torto.

Seu jeitinho todo torto de dormir.

E eu contei essa história para incentivar a você, que quer um cachorro, a adotar. Há tantos cachorros que precisam de um lar, de amor, de carinho, e você pode fazer isso por eles, adotando!

Mas para adotar um cachorro, não basta só você assinar um papel e levar ele para a sua casa, precisa exercer a Guarda responsável e os 10 pilares para que ela seja exercida são:

  1. Educação das crianças sobre a necessidade do respeito aos animais
  2. Denúncia e vigilância contra maus tratos aos animais
  3. Castração dos peludinhos pra evitar o abandono dos filhotes não planejados (As ONGs já estão lotadas de cachorrinhos sem dono, se pudermos evitar que essa população aumente, devemos fazer)
  4. Vacinação para todos
  5. Visitas regulares ao veterinário (Assim como você, seu cãozinho precisa de um check up periodicamente)
  6. Conscientização contra os abandonos, principalmente no final do ano
  7. Necessidade de auxílio aos cães e gatinhos mais idosos
  8. Alimentação digna e saudável (Assim como você, seu pet precisa de uma alimentação balanceada com a ração adequada e também frutas, nada de bobagens, animais também ficam obesos e nem tudo o que você pode comer, ele também pode)
  9. Espaços adequados para a diversão e bem-estar (seu cão também precisa se divertir, não é só largar ele em qualquer canto com 2 ou 3 brinquedos)
  10. Higiene constante do local onde moram e também deles mesmo

E um outro que eu também posso adicionar é, como eu disse ai em cima, não é só largar seu pet em qualquer canto da casa com 2 ou 3 brinquedos e pronto. Com certeza ele vai achar muito mais divertido se você for lá e brincar com ele ou se fizer um carinho, um animal precisa da sua atenção, então só tenha um se puder dar isso a eles.

Agora, se você não tem tempo, trabalha o dia todo fora de casa, mora em um lugar muito pequeno ou em um lugar que não pode ter um pet, mas ama esses bichinhos, tem vontade de pegar todos os que você vê na rua e quer ajudar de alguma forma mas não sabe como, saiba que você pode sim ajudar, e eu vou te dizer como.
Os lugares que acolhem esses cachorros de rua, cuidam e oferecem um lugar para que eles fiquem até que sejam adotados, em sua maioria são ONGs (Organização Não Governamental), ou seja, não recebe ajuda alguma do governo e sobrevivem da boa vontade de voluntários que trabalham no local, inclusive veterinários, e da doação de outras pessoas, seja em dinheiro ou em ração, medicamentos, etc, então você pode ajudar sendo um voluntário ou doando.

"Mas poxa, não conheço nenhuma ONG na minha cidade e mesmo assim não teria tempo de ir lá fazer a minha doação."
  
Então os seus problemas foram resolvidos haha! A Max – Total Alimentos conta com um programa de responsabilidade social chamado Max em Ação. No hotsite, é possível localizar ONGs cadastradas no projeto e fazer sua doação através do site, com valores a partir de R$6 (equivalente a 1kg). A cada doação feita para a ONG de sua preferência no site da campanha, a Max acrescenta mais 50% em cima. Ou seja: se você doa 10kg, a Max acrescenta mais 5kg e a ONG recebe, somente na sua doação, 15kg de ração.

Mas esse mês o grupo Rotaroots elegeu como o mês da proteção animal e assim foi criado o projeto Abraçando Patinhas.

 
"Nossa ideia era promover essa blogagem e arrecadar doações para alguma ONG, mas conseguimos algo muito maior do que isso. Em parceria com a Max da Total Alimentos, vamos doar UMA TONELADA de ração para a ABEAC ONG, uma ONG de proteção animal aqui de SP responsável pelo bem estar de cerca de 1100 cães e que sobrevive de doações.".E você pode aumentar essa doação clicando aqui e doando. A doação é feita através do pagseguro e não demora nada. Eu ainda não doei por motivos financeiros (desemprego, ô tristeza), mas com certeza doarei assim que for possível.
Se você tem condições, doe! Garanto que fará, pelo menos, um cãozinho feliz.


Beijinhos!
quinta-feira, 16 de outubro de 2014 |

101 Coisas em 1001 Dias

Oooi gente!

Andei meio sumida aqui do blog, mas hoje resolvi trazer pra vocês a minha listinha de 101 coisas em 1001 dias.

Demorei um tempão pra pensar em todas as 101 coisas, mas consegui e espero conseguir concluí-las nos 1001 dias.

Essa ideia foi criada pelo Michael Green e foi trazida ao Brasil pela Patricia Muller. E, pra quem não conhece, esse desafio consiste em criar metas mensuráveis, realistas, claramente definidas e que exijam um certo esforço para serem concluídas. E eu acho esse desafio muito interessante porque te faz pensar nos seus sonhos e nas suas metas e ver se aquilo é algo realista e se você consegue realizar isso dentro do espaço de tempo estabelecido, e isso é bom, principalmente pra mim, em que os sonhos "se perdem" por aí e, tê-los escritos, reforça a minha vontade em realizá-los.


Início: 02/10/2014

Término: 29/06/2017

Itens concluídos

Itens em andamento

Minha lista

Pessoal

              1. Entrar para o vigilantes do peso

              2. Pesar 60 Kg (peso ideal. Se chegar a 58 Kg, melhor)

              3. Doar sangue

              4. Dar uma festa no meu aniversário sem ser junto com o natal

              5. Adotar mais um cachorro

              6. Fazer um “diário da gratidão”

              7. Fazer uma carta para mim mesma, para abrir com 25 anos

              8. Me tornar doadora de medula óssea

              9. Pintar o meu cabelo na parte da nuca

             10. Conseguir adestrar a Narizinho

              11. Me importar menos com a opinião alheia

              12. Parar de procrastinar os meus afazeres

              13. Aderir ao cronograma capilar

              14. Fazer um ensaio fotográfico

              15. Perder o medo de falar em público

              16. Ser mais organizada

              17. Doar cabelo

              18. Treinar maquiagem com maior frequência

              19. Ajudar alguém a realizar um sonho

              20. Me sentir orgulhosa de mim mesmo

              21. Tirar mais fotos

              22. Voltar a ir para a igreja

Saúde e bem-estar

             23. Começar a usar lentes de contato

             24. Clarear os dentes

             25. Começar a ir ao psicólogo

             26. Fazer limpeza de pele

             27. Ir a um spa pelo menos uma vez

             28. Começar uma atividade física regular (esporte ou academia)

             29. Fazer pilates

             30. Voltar a usar aparelho ortodôntico

             31. Procurar algo (qualquer coisa) que acabe, ou pelo menos diminua a minha dor nas costas

 Acadêmico/Profissional

            32. Fazer intercâmbio para melhorar o inglês

            33. Conseguir passar na prova de proficiência de Cambridge ou TOEFL

            34. Fazer pós-graduação (falta escolher a área)

            35. Chegar no estágio avançado em Japonês

            36. Começar a aprender um quarto idioma

            37. Aprender pelo menos o básico de programação

            38. Aprender a tocar guitarra (pelo menos o básico)

            39. Aprender a fazer pixelart

            40. Descobrir qual área quero seguir no design

            41. Conseguir um trabalho em que eu vá porque gosto e não só pelo salário

            42. Passar em um concurso público

Blog

            43. Fazer pelo menos 3 posts por semana por 2 meses

            44. Fazer um lay personalizado

            45. Comprar o domínio para o blog

            46. Começar a gravar vídeos

            47. Conhecer pessoalmente alguma blogueira que eu goste

            48. Ter mais amizades de verdade na blogosfera

            49. Começar e concluir o projeto #100HappyDays

Compras

            50. Comprar uma câmera profissional ou semi

            51. Comprar/Dar entrada no meu próprio carro

            52. Comprar 5 livros específicos da minha área de formação

            53. Comprar um patins inline

            54. Comprar e montar um quebra cabeça de, pelo menos, 5 mil peças

            55. Comprar o CD/DVD do Da-iCe <3

            56. Comprar um quadro de imã ou cortiça

            57. Comprar uma luminária bonitinha

            58. Comprar uma câmera polaroid

            59. Comprar uma pulseira da pandora ou parecida de outra marca

            60. Comprar a coleção do manga Fruits Basket

 Metas

            61. Assistir 100 novos filmes (0/100)

            62. Ler 20 novos livros (0/20)

            63. Ler 5 clássicos da literatura brasileira (0/5)

            64. Assistir 25 animes que ainda não tenha visto (0/25)

            65. Fazer trabalho voluntário

            66. Conhecer alguém que só converso pela internet

            67. Fazer 3 tatuagens (0/3)

            68. Ir a 2 shows (0/2)

            69. Aprender 15 receitas novas (0/15)

            70. Reformar o meu quarto na casa do meu pai

            71. Fazer mergulho (De preferencia em Bonito)

            72. Andar de kart

            73. Andar de snowboard pelo menos uma vez

            74. Aprender a fazer pudim

            75. Ir a pelo menos 2 jogos do São Paulo (0/2)

            76. Assistir todos os filmes de Star Wars

            77. Assistir todos os filmes do Poderoso Chefão

            78. Fazer um scrapbook

            79. Fazer um piquenique

            80. Organizar todos os meus livros e mangás

            81. Voltar e terminar de ler e assistir Naruto

            82. Organizar um evento que ajude uma instituição de caridade

            83. Zerar todos os jogos de Assassin’s Creed para xBox

            84. Escrever todos os dias no Q & A a day

            85. Conseguir fazer segredo (conto quando for realizado)

            86. Perder a vergonha e conseguir fazer um cosplay

            87. Ir em uma festa a fantasia

            88. Aprender a fazer comida japonesa

            89. Fazer algum artesanato para decorar o meu quarto

            90. Ter o meu “dia de confeiteiro” com o tio do Matheus

Viagens\Passeios

            91. Viajar para algum estado do Brasil que não conheça

            92. Ir para Fortaleza conhecer a família

            93. Ir para Ohio com Matheus e assistir um jogo do Bengals

            94. Conhecer o Niágara Falls

            95. Ir a uma Comic Con em qualquer lugar que eu consiga ir

            96. Conhecer Campos do Jordão

            97. Ir a uma praia daqui de SP, de carro, comigo dirigindo

            98. Ir ao circo

            99. Ir ao “catavento”

          100. Conhecer algum lugar de SP que eu não conheça ainda

          101. Completar essa lista e iniciar uma nova em 29/06/2017

E é isso gente, espero que tenham gostado da minha "listinha" e que eu inspire alguém a fazer o desafio também. Haha!

Beijinhoos!

terça-feira, 16 de setembro de 2014 |

Eu fui: 2º Workshop de Automaquiagem Femme Fatale

E ai gente bonita, como tá?

Eu adoro me maquiar, assim como a maioria da mulheres desse mundão, maaaaas eu admito que a única coisa que fazia era preparar a pele, passar um blush e rímel. De vez em quando uma sombrinha clara na pálpebra móvel, até mesmo para sair de noite, porque sempre que eu me metia a tentar fazer uma maquiagem trabalhada nos olhos, ficava parecendo um palhacinho e resolvia tirar tudo e ir só no básico mesmo, nem mesmo aquele esfumadinho básico, que pra muita gente já vai no automático, eu conseguia fazer. E olha que eu vivia vendo vídeos tutoriais, só que nada me ajudava.

Eis que esse mês uma das blogueiras/vlogueiras que eu mais admiro, tanto como maquiadora quanto como pessoa, voltou a São Paulo e disponibilizou um pouquinho do seu tempo para ensinar algumas mulheres a arte da automaquiagem no 2º Workshop de Automaquiagem - SP, feito pela
dyvaJéssica Lopes do blog Femme Fatale (se você ainda não conhece, visite!), e é óbvio que eu não perderia por nada. Poder conhecer uma pessoa que gosto e ainda aprender a me maquiar em um dia só? E eu fui! E vou contar pra vocês como foi e o que eu achei.

 

O curso foi no domingo (dia 14/09) e estava marcado para iniciar as 9 horas, como era ligeiramente (muito) longe de casa fui de carro e ai começou o problema. O lugar era meio escondidinho mas eu achei, só que não tinha lugar pra estacionar e não tinha um estacionamento perto, então fiquei rodando mais uns 15 minutos até achar um lugar, conclusão: cheguei atrasada!

Cheguei uns 10 minutos atrasada e quando entrei ela já tinha começado , mas mesmo assim, quando me viu entrar foi extremamente simpática, veio falar comigo com um sorriso enorme, me abraçou () e me colocou em um lugarzinho pra poder começar a explicar.


Bom, o lugar onde foi o workshop era bem bonitinho, bem iluminado (o que ajudou bastante) e foi arrumado com 3 mesas (daquelas de 4 lugares) e em cada uma delas tinham alguns pincéis, alguns batons líquidos, cotonetes, esponjinhas e um espelho para cada pessoa da mesa. A indicação era que cada um levasse os seus produtos, primeiro por questão de higiene e segundo para que aprendêssemos a nos maquiar com o que temos em casa, mas caso você não tivesse algo, ela teria lá e você poderia usar.

A mesa em que eu estava, levemente bagunçada.. Haha!

A proposta do curso era aprender a fazer uma maquiagem noturna com uma pele mais pesada, olho mais trabalhado com esfumado, colorido, delineado e tudo que tem de direito e para ensinar isso, era preciso dar uma atenção especial para cada uma das meninas e por isso a turma tinham apenas 11 meninas.

O workshop foi feito por partes, passo-a-passo. Primeiro foram os olhos e depois a pele e a cada passo que ela fazia, primeiro explicava como era, depois mostrava na modelo e dava um tempo para que fizéssemos e nesse tempo ia passando em cada mesa, olhando cada menina pra ver se estava fazendo certo, tirava todas as dúvidas sobre aquele passo e, claro, conversava com a gente e em seguida, partia para a próxima etapa.

Primeiro explicar o próximo passo..

... e depois fazer na modelo.

Na hora de ensinar o esfumado e o delinado em específico, ela passou em cada uma e ensinou uma a uma de acordo com cada formato de olho (afinal, o que funciona pra mim, pode não funcionar pra coleguinha, né?). E, olhem só, eu aprendi a fazer o esfumado, e AMEI! Vou usar sempre.. Haha!

 

Esse curso teve duração de aproximadamente 4 horas e eu paguei R$ 120,00 por ele. Geralmente eu acho esse valor meio alto para um curso de automaquiagem mas, sinceramente, valeu cada centavo.

Resultado. A esperta aqui esqueceu de tirar uma foto mais de perto e com os olhos 
fechados e ignorem a minha cara de bolacha.

Eu fiz um outro curso promovido por uma consultora Mary Kay da minha cidade a um tempo atrás, paguei R$ 100,00 e não me valeu de nada, eu não aprendi metade do que aprendi dessa vez. Também me informei sobre cursos da MAC e contém 1g e que também não valiam o preço que era cobrado então só por isso já valeu muito a pena. Fora que a Jeh foi super atenciosa, ela é muito alto astral, conversou com todo mundo, ajudou todo mundo, tirou todas as dúvidas e foi muito simpática, assim como ela é nos vídeos, sem contar que ela é mais linda ainda pessoalmente.

Valeu a pena? Valeu!

Valeu o investimento? Valeu cada centavo!

Faria de novo? Sem dúvidas!

Indicaria? Com toda certeza desse mundo!

Então se você não sabe muito de maquiagem, ou até sabe mas quer aprender ainda mais eu te digo: Se tiver a oportunidade, faça esse workshop, não vai se arrepender (to parecendo garota propaganda, mas é a verdade Haha).

Foto no final com todas lindas e "trabalhadas no glitter" Haha!

Mas bem, espero que vocês tenham gostado e que eu tenha conseguido passar o suficiente para vocês entenderem o porque de eu ter gostado tanto do curso.. haha! Mas qualquer dúvida, só perguntar aqui nos comentários. E não esqueçam de seguir o blog da Jeh.

Beijinhoos!
segunda-feira, 15 de setembro de 2014 |

Sob o meu olhar - Livros

Ooooi minha gente!

Eeeeee, hoje é dia de mais um post do projeto fotográfico Sob o meu olhar (expliquei sobre ele aqui).

O tema desse mês é livros. Confesso que esse mês foi complicado e a criatividade resolveu tirar férias, então as fotos não ficaram exatameeeente como eu esperava, mas ainda assim eu gostei porque mostra um pouquinho do que eu gosto de ler. Então, vamos às fotos!

Essa saga é a minha maior paixão. Esses livros me encantaram de uma forma que é impossível de explicar.


Os livros que estão esperando para serem lidos.


O livro da Economia. Ganhei de presente do Matheus porque eu não entendo nada do assunto e sempre "bóio" quando ele e meu pai conversam. Haha!


Eu conheci essa série de livros por causa da série de TV Supernatural, a alguns anos atrás. E adorei, mas ainda faltam alguns livros.


Esses livros são meus xodós (estão meio acabados por causa do tempo). Nem sei quando eles foram comprados, só lembro que ajudaram com que eu aprendesse a ler e antes disso eu folheava só para ver as figuras. Cada um desses livros contém uma história de um dos clássicos da Disney.


E não podia faltar o meu livro favorito, não é? O último da saga Harry Potter. Eu li ele em um fim de semana, não conseguia parar, os mistérios iam se revelando, as coisas iam se conectando e me prendeu até o fim.

Bom, espero que tenham gostado e confiram o resultado das outras blogueiras que participam do projeto, as fotos ficaram muito legais.

Beijinhos!

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 |

Linha Aussie Moist - Realmente vale a pena?

 
Oooi gente bonita, como estão?

Hoje eu vim dar a minha opinião sobre a linha moist da marca Aussie (shampoo e condicionador).

Em junho desse ano meu pai viajou para os Estados Unidos e eu, como uma ótima leitora de blogs (Haha) já tinha lido sobre essa linha diversas vezes e fiquei com uma vontade enorme de testar e ver se era mesmo tudo aquilo que falavam, então pedi ao meu pai para que trouxesse para mim. Ele pagou por volta de $6 no shampoo (865 ml) e o mesmo valor no condicionador (também 865 ml).

Vou falar de cada um separadamente.



» Shampoo


O que a marca diz: "Além de limpar, o shampoo Aussie também hidrata e nutre os fios enfraquecidos, devolvendo o brilho e a maciez dos cabelos, sem que deixe a raiz com um aspecto oleoso. A fórmula garante diminuir o ressecamento e aumentar a umidade dos fios na medida certa para que tenha uma hidratação natural e equilibrada."

Ele é perolado, tem um cheirinho de coco delicioso e é bem espesso, o que é bom, porque um pouquinho do produto é o suficiente para lavar todo o cabelo (meu cabelo é longo).

Ele faz bastante espuma quando aplicado no cabelo. E mesmo sendo um shampoo hidratante, não deixa o cabelo pesado e com aspecto de oleoso, muito pelo contrario, eu não sinto que ele hidrate o tanto que ele promete.

» Condicionador

 

O que a marca diz: "Completando a hidratação do shampoo, o condicionador da linha também tem a função de proteger os fios contra danos externos. Os fios quebradiços tendem a ficarem mais sensíveis, portanto é de extrema importância selar as cutículas para que os fios não sejam prejudicados pelos agentes externos como poluição, sol, cloro, química ou alisamento. O condicionador Aussie Moist age com rapidez na recuperação dos fios danificados e proporciona a hidratação e proteção que os seus fios precisam."

Ele é bem branquinho, tem o mesmo cheirinho do shampoo e é bem levinho, mas só um pouquinho do produto, assim como o shampoo, serve para todo o comprimento do cabelo.

Bom, eu aplico o condicionador no cabelo e deixo "agir" enquanto ensaboo o corpo e tiro o produto do cabelo e o que eu sinto é que, ele desembaraça o meu cabelo só de passar os dedos e quando seca, o cabelo está leve, macio e sabe aquela sensação de cabelo hidratado de quando você faz um tratamento? Eu tenho essa sensação depois de usar o condicionador.


Bom, eu usei os dois produtos separadamente pra saber se o efeito era diferente de quando usados juntos e eu não senti muita diferença, mas como eu tenho eles aqui em casa, continuarei usando.. Haha!

Agora a pergunta que não quer calar.. Vale a pena comprar os produtos dessa linha?

Bom, depende.

Se você, ou alguém que você conhece, vai para o exterior e pode trazer para você vale muito a pena, pois ambos, com quase 1L de produto cada um, sairá por aproximadamente R$ 24,00 (se comprado nos EUA, em outros países eu não sei) os dois juntos, quase o preço de 300 ml de um shampoo com a qualidade parecida.

Agora, se você pretende comprar em lojas brasileiras (físicas ou pela internet), eu acho que não vale nem um pouco a pena pois shampoo + condicionador de 400 ml cada, sai por aproximadamente R$ 120,00, 5 vezes o valor original e com esse valor você pode comprar produtos profissionais, com uma qualidade muito maior ou usar menos da metade desse valor e comprar produtos de marcas nacionais com qualidade parecida ou até mesmo melhor, dependendo da marca.

E você, já testou ou tem vontade de testar os produtos da marca? Se testou, o que achou?

Beijinhos!

segunda-feira, 8 de setembro de 2014 |

5 on 5 - Brasil


Oi gente bonita!

Faz um tempo que estou sem postar por causa de um bloqueio criativo que tem me incomodado. E como eu uso o blog pra me divertir, se eu me forçasse a postar, viraria uma obrigação e ai o post não sairia com qualidade.

Maaaas, isso passou e agora eu venho com maaaais um projeto fotográfico.. um 5 on 5. Ele consiste em: todo dia 5 de cada mês (esse mês eu atrasei um pouquinho) eu e outras 4 blogueiras postamos 5 fotos sobre um tema que escolhemos. E o tema desse mês é Brasil: O que me lembra o Brasil. Achei o tema muito bacana, já que estamos no mês da independência, mas foi bem difícil pensar em coisas para fotografar, mas eu consegui!
Pra começar, claro que tinha que ser coisa de comer. E o que me lembra o Brasil, são as famosas balas de banana que eu tanto amo. <3

Um agasalho do Brasil (da minha irmã, porque eu não tenho nenhum)

Havaianas (todo mundo usa!). Todo mundo que vem para o Brasil ou quer um presente daqui pede o que? Havaianas, claro! Já virou um símbolo nacional.

Outra coisa que é um "símbolo" do país são as novelas que são bem feitas (ou eram, antigamente). Muitas delas até tiveram dublagens em outras línguas, para que fosse transmitido em outros países, como "Caminho das Índias" e "Avenida Brasil".

E óbvio que não podia faltar, as cores, que compõe a nossa bandeira.


Espero que tenham gostado e vejam as fotos das outras blogueiras do projeto.


Beijinhos.